Home » POESIA » XAVIER VALTER FRITSCH

XAVIER VALTER FRITSCH

Xavier Valter Fritsch – PASSAGEM

E se diziam gaúchos Os que chegavam a cavalo. Tinham lampejos de lua Por entre as melenas longas E uns acordes de milongas, Como fundo musical Das prosas de muitas rondas. As alpargatas barbudas. Botas de pé por trocar, Pilchas simples, dos campeiros, Cherengas de palmo e meio, E alguns usavam guaiacas Escassas eram as patacas, O municio e os …

Leia mais »

Xavier Valter Fritsch – PÊLO DURO

Patrão, eu sou um brasileiro de raça muito especial. Neste atavismo bagual que a minha estampa sustenta, E pelo tempo se agüenta, mantendo uma tradição. É o que restou da Nação morena, guapa e machaça. Testada a poeira e fumaça de muita revolução. Reparem, não sou comum, neste jeito meio estranho. E ao ouvir os costumes de antanho que por …

Leia mais »