Home » POESIA » ADAIL DE BITTENCOURT

ADAIL DE BITTENCOURT

Adail de Bittencourt – Pitangueira

Pitangueira, minha amiga quero escutar a cantiga dos sabiás destas vertentes, que cantam sobre teus galhos, molhados pelos orvalhos das madrugadas ridentes. Quero sentir a frescura de tua sombra, e a doçura dos teus frutos saborosos, que me trazem relembrança dos meus tempos de criança, dos meus sonhos nebulosos. Quero sentir minha infância na delicada fragrância da flor silvestre e …

Leia mais »